Dizem que a memória costuma ser ficção. E que a ficção não passa da soma de memórias inventadas. Neste livro, a ficção é a memória mais fiel de um acontecimento extremo que salvou um grupo de soldados.
Era a Guerra Colonial e, como tantos, também eles sentiam a vida a desaparecer lentamente até se apagar com um tiro. Só um muro - o Muro - os conseguiu salvar da loucura. Uma história imperdível.

"De pestana murcha, lá fomos, marchando para o embarcamento com mil lágrimas reprimidas, com o coração esfarrapado entre a inércia, o medo e a ausência de coragem, subindo para a enorme coisa branca de cujas entranhas saía um ruído soturno, absoluto, inexorável, e que marcaria, para sempre, a memória de o ter ouvido em tantos dias, tantos quantos foram aqueles em que fomos depositados no suplício que nos levaria para onde, mistérios insondáveis, depurações de mimos e raivas contidas, nos haviam de dar a conhecer quem éramos e quem não queríamos ser."


Título: O Muro

Autor: Afonso Valente Batista

Colecção: Ficções

Nº de páginas: 272

Ano de edição: 2013

Formato: 150 x 235 mm

Acabamento: brochado

ISBN: 978-989-98233-7-2

Código editor: 1.02.002

PVP: 14,95€

Leia um excerto do livro



Outros livros que lhe poderão interessar

Junte-se a nós no facebook e twitter